Última hora

Última hora

Pai presidente: Donald Trump ataca cadeia de lojas que suspendeu marca de Ivanka

O “direito de um pai a defender uma filha”, foi assim que a Casa Branca justificou a ofensiva de Donald Trump contra a cadeia de lojas norte-americanas…

Em leitura:

Pai presidente: Donald Trump ataca cadeia de lojas que suspendeu marca de Ivanka

Tamanho do texto Aa Aa

O “direito de um pai a defender uma filha”, foi assim que a Casa Branca justificou a ofensiva de Donald Trump contra a cadeia de lojas norte-americanas Nordstrom.

A decisão da empresa de suspender a venda da linha de roupa de Ivanka Trump tinha sido considerada pelo novo presidente como um “ataque contra a sua marca”.

Trump tinha utilizado a conta oficial da presidência no Twitter para falar de “tratamento injusto e de uma ação incorreta”.

A Nordstrom justifica, no entanto, a decisão com o fraco desempenho da marca de Ivanka.

Para o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, trata-se de um ataque direto à filha do presidente:

“Mesmo que ela não esteja diretamente à frente da companhia, a marca tem o seu nome e há um esforço claro para atacar o nome e as posições políticas do pai. Trata-se de um ataque direto às políticas do pai e ao nome da filha”.

As declarações de Trump ocorrem depois do novo presidente ter excluido a possibilidade de um conflito de interesses entre o seu novo cargo e o universo empresarial da família.

À semelhança da Nordstream, outra cadeia de luxo norte-americana tinha anunciado na semana passada que ía suspender a venda da marca de jóias de Ivanka.

Um grupo de ativistas tinha lançado uma campanha que apela ao boicote de todas as lojas que vendam produtos das empresas Trump.