Última hora

Em leitura:

Pai presidente: Donald Trump ataca cadeia de lojas que suspendeu marca de Ivanka


EUA

Pai presidente: Donald Trump ataca cadeia de lojas que suspendeu marca de Ivanka

O “direito de um pai a defender uma filha”, foi assim que a Casa Branca justificou a ofensiva de Donald Trump contra a cadeia de lojas norte-americanas Nordstrom.

A decisão da empresa de suspender a venda da linha de roupa de Ivanka Trump tinha sido considerada pelo novo presidente como um “ataque contra a sua marca”.

Trump tinha utilizado a conta oficial da presidência no Twitter para falar de “tratamento injusto e de uma ação incorreta”.

A Nordstrom justifica, no entanto, a decisão com o fraco desempenho da marca de Ivanka.

Para o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, trata-se de um ataque direto à filha do presidente:

“Mesmo que ela não esteja diretamente à frente da companhia, a marca tem o seu nome e há um esforço claro para atacar o nome e as posições políticas do pai. Trata-se de um ataque direto às políticas do pai e ao nome da filha”.

As declarações de Trump ocorrem depois do novo presidente ter excluido a possibilidade de um conflito de interesses entre o seu novo cargo e o universo empresarial da família.

À semelhança da Nordstream, outra cadeia de luxo norte-americana tinha anunciado na semana passada que ía suspender a venda da marca de jóias de Ivanka.

Um grupo de ativistas tinha lançado uma campanha que apela ao boicote de todas as lojas que vendam produtos das empresas Trump.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Itália

Itália e Tunísia reforçam cooperação na luta contra o tráfico de migrantes