Última hora

Em leitura:

Administração Trump aperta o cerco a imigrantes ilegais


EUA

Administração Trump aperta o cerco a imigrantes ilegais

Com o decreto anti-imigração de Donald Trump suspenso as atenções viram-se para outra das prioridades do presidente dos Estados Unidos: a expulsão de imigrantes ilegais. John Kelly, responsável pela segurança interna da administração Trump esteve no Arizona, na fronteira com o México para perceber como está a decorrer o controlo de entradas e saídas. Kelly deixou garantias de que as autoridades federais vão dar apoio a cada Estado para o cumprimento das novas diretivas, até à construção do polémico muro entre os dois dois países.

E os processos de deportação já estão a ser acelerados. Guadalupe García de Rayos, de 35 anos é uma das mais recentes afetadas pelo apertar do cerco a quem não tem os papéis em dia: a mexicana foi para os Estados Unidos quando tinha 14 anos, cresceu, casou e teve dois filhos, que são cidadãos norte-americanos.

Para encontrar trabalho arranjou documentos falsos mas foi apanhada pelas autoridades. Por causa disso mesmo, estava obrigada a, periodicamente, apresentar-se no Departamento Federal de Imigração e Alfândegas em Phoenix. Mas este ano, a foi detida e começou o processo de deportação. Os advogados garantem que estão a fazer tudo o que é possível para não ter de afastar esta mãe dos filhos…mas pouco ou nada há a fazer.

E como Guadalupe há milhares de mexicanos. Guadalupe García de Rayos garante que agora se vai manter do lado de lá da fronteira…até poder voltar para junto da família.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

França

3 mil euros de multa suspensa para agricultor francês que ajuda migrantes