Última hora

Última hora

Turquia: Polícia reprime protestos contra despedimento de universitários

A polícia turca dispersou esta sexta-feira em Ancara uma manifestação de apoio a 330 universitários despedidos na terça-feira, no quadro do estado de emergência instaurado depois da tentativa de golpe

Em leitura:

Turquia: Polícia reprime protestos contra despedimento de universitários

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia turca dispersou esta sexta-feira em Ancara uma manifestação de apoio a 330 universitários despedidos na terça-feira, no quadro do estado de emergência instaurado depois da tentativa de golpe de Estado de 15 de julho passado.

Os manifestantes reuniram-se diante os portões da Universidade de Ancara, antes de serem dispersados ​​pela polícia de choque, que usou balas de borracha e gás lacrimogénio

A polícia bloqueou a entrada na universidade, mas alguns membros do principal partido de oposição turco, o Partido Republicano do Povo (CHP) forçaram a passagem.

“Infelizmente, está a ser atacada uma das mais antigas universidades da Turquia. Penso que querem abrir caminho para o referendo (que deverá aprovar mudanças constitucionais favoráveis a um sistema presidencial) e procuram silenciar os adversários”, disse Veli Agbaba, vice-presidente do CHP.

Erdogan avança para o reforço de poderes

Entretanto o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, promulgou esta sexta-feira a reforma constitucional que abre caminho ao reforço dos poderes presidenciais. O decreto vai ser submetido a referendo em Abril.

Erdogan defende que a reforma vai permitir à Turquia enfrentar ameaças sem precedentes à sua segurança.