Última hora

Em leitura:

Violência no Parlamento da África do Sul

Foi uma quinta-feira marcada por violência, no Parlamento da África do Sul.

Os deputados da formação Economic Freedom Fighters, em português, Combatentes pela Liberdade Económica, atualmente a terceira força política do país, foram retirados à força da Assembleia.

A confusão começou com o líder do partido, Julius Malema, a gritar ao presidente Jacob Zuma, quando este tentava fazer o seu discurso anual sobre o Estado da Nação.

No meio do tumulto, o principal líder da oposição, Mmusi Maimane, acabou por abandonar também a sala, juntamente com os membros da sua formação, afirmando que Zuma não estava qualificado para ocupar o cargo.

A popularidade de Jacob Zuma tem vindo a cair, depois de uma série de escândalos. Um órgão de fiscalização anticorrupção pediu um inquérito judicial, em novembro, ao alegado tráfico de influências no seu governo. Zuma negou as acusações.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

mundo

Radar... as histórias que não fizeram manchetes