Última hora

Última hora

Violência no Parlamento da África do Sul

Foi uma quinta-feira marcada por violência, no Parlamento da África do Sul.

Em leitura:

Violência no Parlamento da África do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma quinta-feira marcada por violência, no Parlamento da África do Sul.

Os deputados da formação Economic Freedom Fighters, em português, Combatentes pela Liberdade Económica, atualmente a terceira força política do país, foram retirados à força da Assembleia.

A confusão começou com o líder do partido, Julius Malema, a gritar ao presidente Jacob Zuma, quando este tentava fazer o seu discurso anual sobre o Estado da Nação.

No meio do tumulto, o principal líder da oposição, Mmusi Maimane, acabou por abandonar também a sala, juntamente com os membros da sua formação, afirmando que Zuma não estava qualificado para ocupar o cargo.

A popularidade de Jacob Zuma tem vindo a cair, depois de uma série de escândalos. Um órgão de fiscalização anticorrupção pediu um inquérito judicial, em novembro, ao alegado tráfico de influências no seu governo. Zuma negou as acusações.