Última hora

Em leitura:

Bomba da II Guerra Mundial pôs em perigo mais de 70 mil pessoas na Grécia


Grécia

Bomba da II Guerra Mundial pôs em perigo mais de 70 mil pessoas na Grécia

As autoridades gregas desarmaram este domingo, com sucesso, uma bomba da II Guerra Mundial. O engenho tinha sido descoberto em Salónica na semana passada e estado em que foi encontrada obrigou a apelar a mais de 70 mil habitantes para se afastarem do local num raio de dois quilómetros.

O engenho foi encontrado a cinco metros de profundidade, durante escavações nas obras de um posto de combustível.

Fontes do Exército indicaram que a bomba era de fabrico norte-americano e continha 125 quilos de explosivos, quando inicialmente se julgou conter 250 quilos. O mecanismo de detonação ainda se encontrava em “muito bom estado”, de acordo com o coronel grego Nikos Fanios, citado pela agência noticiosa Associated Press.

Os primeiros habitantes a ser retirados foram 320 pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, segundo as autoridades regionais da Macedónia, na Grécia.

A operação de evacuação de uma área com esta amplitude é inédita em tempos de paz, na Grécia, “onde uma bomba duma tal potência nunca foi encontrada numa zona povoada”. A Segunda Guerra Mundial durou entre 1939 e 1945 e a bomba, presume-se, terá sido largada sobre Salónica por volta de 1943 pela força áerea britânica.

Após a desativação, por especialistas em explosivos, a bomba foi transportada para um centro de tiro militar para ser destruída.

Texto redigido com apoio em informações difundidas pela agência Lusa e do jornal Washington Post