Última hora

Última hora

Morreu a estrela do jazz Al Jarreau (1940-2017, 76 anos)

O músico tinha sido internado há alguns dias devido a exaustão e, dois anos e meio após a última passagem por palcos portugueses, tinha anunciado também o ponto final nas atuações ao vivo.

Em leitura:

Morreu a estrela do jazz Al Jarreau (1940-2017, 76 anos)

Tamanho do texto Aa Aa

Al Jarreau, o músico norte-americano ligado ao jazz, conhecido sobretudo pela música “We’re in This Love Together” e pelo tema de abertura da série televisia “Modelo e Detetive”, morreu este domingo, 12 de fevereiro, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

O artista de 76 anos tinha sido internado num hospital a oito de fevereiro devido a exaustão. Um problema que o obrigou a cancelar os restantes concertos da digressão agendada.

Pelo Facebook, Al Jarreau viria a anunciar mesmo o ponto final nas atuações ao vivo e agradeceu os 50 anos em que pôde percorrer o mundo a mostrar a sua música.

A causa da morte de Al Jarreau não foi ainda revelada.

Vencedor de sete prémios em quase 20 nomeações para os Grammy, cuja edição deste ano decorre exatamente neste domingo, Al Jarreau foi também um dos cerca de 40 artistas que participaram na gravação do tema “We Are the World”, escrito por Michael Jackson e Lionel Richie, e registado em janeiro de 1985 para o projeto solidário USA for Africa, cujo objetivo é combater a fome no continente africano.

Al Jarreau casou duas vezes e tem um filho adulto, fruto do segundo matrimónio. A atual mulher, Susan Elaine Player, o filho e alguns amigos estariam a seu lado nos derradeiros momentos de vida.

De acordo com um comunicado enviado à imprensa por Joe Gordon, o representante, Al Jarreau morreu este domingo pelas 05:30, em Los Angeles (13:30, em Lisboa) e uma pequena cerimónia fúnebre privada estará a ser preparada pela família. Não há nenhuma cerimónia pública está prevista.

O filho, Ryan, pediu para que nenhumas flores ou oferendas sejam enviadas para acasa do músico. “Se se sentirem motivados, por favor fçam uma doação para a Fundação do Wisconsin para o Ensino de Música”, sugeriu Joe Gordon.

Al Jarreau passou pelo menos duas vezes por palcos portugueses. Em 2012, integrou o cartaz do festival Cool Jazz Fest e, dois anos depois, voltaria para atuar em Lisboa, no CCB.