Última hora

#LigaCampeões, 1/8 final: Real Madrid e Bayern de Munique com a chave dos "quartos"

Nápoles ainda abriu o marcador, mas acabou derrotado na capital espanhola por 3-1; Arsenal chegou ao intervalo empatado e acabou goleado (5-1) na Baviera.

Em leitura:

#LigaCampeões, 1/8 final: Real Madrid e Bayern de Munique com a chave dos "quartos"

Tamanho do texto Aa Aa

Real Madrid e Bayern Munique estão com um pé nos quartos de final da Liga dos Campeões. “Merengues” e bávaros jogaram em casa diante de Nápoles e Arsenal e venceram por margem folgada, com mais vantagem o trunfo dos alemães.

Na capital espanhola, a primeira oportunidade foi do Real Madrid, por Karim Benzema, defendida por Pepe Reina, mas foi Lorenzo Insigne quem abriu o marcador para os italianos logo aos oito minutos.

O eslovaco Marek Hamsik lançou o italiano pelo meio dos centrais “merengues” e o avançado surpreendeu com um remate de primeira ainda longe da baliza, mas o guarda-redes Keylor Navas não fica isento de culpas pela má colocação.

O Real Madrid partiu em busca do empate e conseguiu-o aos 19 minutos. Cruzamento de trivela na direita, por Dani Carvajal, e Karim Benzema a saltar mais alto do que os centrais napolitanos e a repor a igualdade.

A segunda parte praticamente abriu com a assistência de Cristiano Ronaldo para o 2-1, assinado pelo alemão Toni Kroos. Ainda nem estavam cumpridos 10 minutos da segunda parte quando Casemiro assinou uma obra de arte num remate de ressaca: 3-1.

O internacional português Pepe ainda foi chamado ao jogo para substituir o tocado Sergio Ramos, a 20 minutos dos 90. O Real Madrid controlou a vantagem e vai partir para Nápoles já com a chave dos “quartos” na mão.

Renato Sanches celebrou triunfo no banco

Em Munique, foi o Bayern quem começou melhor e também com uma obra de arte, esta por Arjen Robben. Aos 12 minutos, num lance bem ao seu estilo, o holandês fez uma diagonal da meia-direita para o centro e rematou de pé esquerdo, cruzado e em jeito, sem dar hipóteses ao colombiano David Ospina (Petr Cech foi suplente).

O Arsenal reagiu e à meia hora conquistou uma grande penalidade, por falta de robert Lewandoski. Alexis Sanchez foi chamado a marcar, permitiu a defesa de Manuel Neuer, mas à segunda tentativa de recarga acertou e empatou.

O jogo prosseguiu dividido, mas a segunda parte revelou uma equipa bávara mais determinada e eficaz.

Aos 53 minutos, Phillip Lahm, a cumprir a época da despedida, desenha um cruzamento perfeito da direita e Lewandoski marca o 2-1. quase sem tempo para o Arsenal respirar, o polaco assiste de forma primorosa Thiago Alcântara e o hispano-brasileiro coloca o marcador em 3-1.

Os londrinos ficaram afetados com os dois golos em três minutos e ainda mais com o 4-1, aos 63 minutos. Bis de Thiago Alcântara, com David Ospina a ser mal batido pelo remate de fora da área do hispano-brasileiro.

Carlo Ancelotti fez algumas mexidas nos bávaros para poupar jogadores e dar minutos a outros — Renato Sanches desta vez não saiu do banco. Thomas Mueller foi um dos que entrou e ainda fez o gosto ao pé, aos 88 minutos.

Os jogos da segunda mão, Nápoles — Real Madrid e Arsenal — Bayern de Munique, estão marcados para terça-feira, 7 de março.

A primeira mão dos oitavos de final prossegue na próxima terça-feira, 21 de fevereiro, com os jogos Bayer de Leverkusen — Atletico de Madrid e MKanchester city — AS Mónaco. Um dia depois jogam-se o FC Porto — juventus e o Sevilha — Leicester.