Última hora

Em leitura:

Prémios Laureus: Bolt vence Ronaldo, Portugal perde para Refugiados


Desporto

Prémios Laureus: Bolt vence Ronaldo, Portugal perde para Refugiados

O atleta jamaicano Usain Bolt, tricampeão olímpico nos Jogos Olímpicos Rio2016, venceu o Prémio Laureus para desportista masculino do ano, categoria em que estava nomeado o futebolista português Cristiano Ronaldo.

Bolt, de 30 anos, venceu no Rio de Janeiro as finais de 100, 200 e 4×100 metros e disse no final de 2016 que pretende se retirar depois dos Mundiais de 2017, que decorrem em agosto em Londres.

O jamaicano recebeu o prémio das mãos do norte-americano Michael Johnson, também ele um campeão olímpico dos 200 metros, tendo conquistado o ouro na categoria em Atlanta1996.

Para Cristiano Ronaldo, esta foi a quarta nomeação para Desportista do Ano depois de 2009, 2014 e 2015, mas tal como da primeira vez voltou a ser batido na escolha pelo amigo Usain Bolt, num prémio nunca ganho por um futebolista.

Pelo meio, Ronaldo já havia perdido também para o alemão Sebastian Vettel (2014, Fórmula 1) e para o sérvio Novak Djokovic (2015, ténis).

O prémio para equipa do ano, para o qual estava nomeada a seleção portuguesa de futebol, campeã europeia em França, em 2016, foi atribuído aos Chicago Cubs, que venceram a World Series de basebol depois de um jejum de 108 anos desde a última vitória.

O galardão foi recebido pelo dono da equipa, Tom Ricketts, pela mão do antigo atleta e campeão olímpico Edwin Moses.

A gala dos Prémios Laureus decorreu no Sporting Club Monte Carlo, no Mónaco, contou com diversas figuras ilustres da história do desporto e foi abrilhantada por alguns casais bem conhecidos como o português Luis Figo e a sueca Helen Svedin.

A cerimónia consagrou a ginasta norte-americana e quádrupla campeã olímpica Simone Biles como desportista feminina do ano, o nadador Michael Phelps com o troféu de regresso do ano e Rachel Atherton como desportista de ação do ano.

O campeão do mundo de Fórmula 1, o alemão Nico Rosberg, conquistou o prémio revelação, enquanto a equipa de futebol do Leicester City FC conquistou um prémio especial, de espírito do desporto.

A comitiva de dez atletas refugiados nos Jogos Olímpicos Rio2016 foi consagrada como inspiração desportiva, enquanto a campeã paralímpica italiana Beatrice Vio conquistou o galardão de desportista com deficiência do ano.

O prémio pelo momento do ano, para o qual estava nomeado o pequeno adepto de Portugal que confortou um francês apos a final do Euro2016 (vídeo em baixo), foi entregue à equipa de futebol sub-12 do Barcelona, que consolou os rivais japoneses, enquanto o projeto Waves for Change foi distinguido pela utilização do desporto para alterações sociais.




Prémios Laureus 2017:



Desportista do Ano: Usain Bolt (Jamaica, atletismo);
Deportista feminina do Ano: Simone Biles (Estados Unidos, ginástica);
Equipa do Ano: Chicago Cubs (Estados Unidos, basebol);
Desportista Revelação: Nico Rosberg (Alemã, Fórmula 1);
Regresso do Ano: Michael Phelps (Estados Unidos, natação);
Desportista com deficiência do Ano: Beatrice Vio (Itália, esgrima);
Desportista de ação do Ano: Rachel Atherton (Reino Unido, BTT).

Prémios especiais


Desporto para o Bem:Organização “Waves for change” (Estados Unidos).
Inspiração Desportiva:Equipa Olímpica de Refugiados;
Espírito do Desporto: Leicester City FC (Inglaterra, futebol);
Momento Desportivo do Ano: Equipa sub-12 do FC Barcelona (Espanha, futebol).

Texto: Lusa (SIYF )
Edição: Francisco Marques

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Desporto

Benfica sofre mas vence Dortmund. PSG humilha Barcelona na Liga dos Campeões