Última hora

Em leitura:

Itália: Taxistas contestam adiamento de regras para serviços como Uber


empresas

Itália: Taxistas contestam adiamento de regras para serviços como Uber

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Em Roma, Milão, Turim, Florença ou nos aeroportos encontrar um taxi era complicado esta quinta-feira. Os taxistas italianos estavam em greve e, na capital, cerca de mil manifestaram-se frente ao Senado, bloqueando o centro da cidade.

Contestam o decreto-lei “Milleproroghe” que, entre inúmeras medidas, adia para o final do ano a entrada em vigor das regras para o aluguer de veículos com motorista.

Os taxistas estimam que o decreto, já em vigor, abre as portas às multinacionais e legaliza serviços como o Uber.

Um dos líderes do protesto dizia-se zangado e defendia: “Somos pessoas honestas e estamos preocupados com as notícias sobre a legalização dos motoristas de táxis ilegais”.

Um dos pontos mais polémicos do decreto do governo é que os motoristas de serviços de transporte privado podem estacionar em qualquer parte à espera de clientes, enquanto os taxistas são obrigados a regressar a locais definidos.

O documento foi aprovado pelo Senado e passa para a Câmara dos Deputados, que tem de votar o texto até 28 de fevereiro, data em que o decreto caduca.

Entretanto, o ministro italiano dos Transportes convocou os representantes sindicais dos taxistas para uma reunião no dia 21 de fevereiro.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

empresas

Facebook vai lançar aplicação para televisões