Última hora

Última hora

Herdeiro da Samsung detido por alegada corrupção

O herdeiro da Samsung foi detido, esta quinta-feira, no âmbito da investigação por corrupção e tráfico de influência.

Em leitura:

Herdeiro da Samsung detido por alegada corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

O herdeiro da Samsung foi detido, esta quinta-feira, no âmbito da investigação por corrupção e tráfico de influência. Um caso que levou à destituição da Presidente da Coreia do Sul, ainda não confirmada pelo Supremo Tribunal do país.

De acordo com o porta-voz do tribunal há uma nova acusação, baseada em novas provas, que permitiu a detenção.

O vice-presidente da Samsung Electronics, filho do presidente do grupo, é acusado de ter pago cerca de 37 milhões de euros em subornos a Choi Soon-Sil, confidente da Presidente afastada, Park Geun-Hye, em troca de favores políticos.

Os investigadores querem provar os pagamentos feitos pela Samsung para conseguir luz verde do Governo à controversa fusão entre a C&T e a Cheil Industries, em 2015. Vários acionistas consideraram que a C&T foi deliberadamente desvalorizada.

Choi Soon-Sil, amiga de 40 anos da chefe de Estado afastada, está no centro deste escândalo. Acusada de se ter servido da sua influência para obrigar os grandes grupos industriais do país a fazer doações, em dinheiro, a fundações que controlava.

Park Geun-Hye foi acusada de cumplicidade e de permitir esta se intrometesse em assuntos do Estado.

Com LUSA