Última hora

Em leitura:

Equador: Lenín enfrenta ex-banqueiro na primeira volta das presidenciais


República do Equador

Equador: Lenín enfrenta ex-banqueiro na primeira volta das presidenciais

O Equador vai hoje a votos para escolher um sucessor a Rafael Correa, durante a primeira volta das presidenciais.

O ex-chefe de Estado mostrou-se confiante numa nova vitória da esquerda logo à primeira volta.

As sondagens prevêm, no entanto, um confronto renhido entre Lenín Moreno, o candidato apoiado por Correa, e o rival conservador, o ex- banqueiro Guillermo Lasso, entre oito candidatos ao escrutínio.

Moreno, que defende a continuidade da esquerda no poder, conta com 38% de intenções de voto, 10 pontos à frente do rival, mas abaixo dos 40% que garantem a vitória à primeira volta.

Uma segunda volta, no dia 2 de abril, poderia unir todas as forças da oposição em torno de Guillermo Lasso, o candidato conservador.

O aumento dos impostos e do desemprego, assim como vários escândalos de corrupção poderiam beneficiar o ex-banqueiro.

A atual oposição aspira retomar o poder com um programa económico baseado na descida dos impostos e na criação de um milhão de empregos nos próximos quatro anos.

Lasso promete igualmente rever a política externa de Correa. Caso seja eleito, o conservador quer que a embaixada do país em Londres deixe de proteger o fundador do Wikileaks, Julian Assange, defendendo uma ruptura com o governo socialista da Venezuela.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Itália

Itália: Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático