Última hora

Em leitura:

Vitaly Churkin morre na véspera do seu aniversário


mundo

Vitaly Churkin morre na véspera do seu aniversário

Morreu quem muitos consideram ter sido um mestre da diplomacia. Vitaly Churkin, embaixador russo para as Nações Unidas desde 2006, faleceu subitamente em Nova Iorque depois de perder os sentidos na missão russa pela manhã.

O conselho de segurança respeitou um minuto de silêncio em memória de Churkin.

“Era um colega muito apreciado por todos nós, um diplomata profundamente empenhado no seu país e uma das melhores pessoas que conhecemos e gostaria por isso marcar esse momento agora, aqui, com um momento de silêncio em sua memória. Por favor levantem-se”, declarou Lana Nusseibeh, representante permanente dos Emirados Árabes Unidos para as Nações Unidas.

O ministério russo dos Negócios Estrangeiros anunciou a morte do diplomata mas não adiantou as circunstâncias. De acordo com o New York Post, citando fontes anónimas, Churkin sofreu um ataque cardíaco.

As condolências surgiram de todos os quadrantes políticos, incluindo da antiga embaixadora americana na ONU, Samantha Power, com quem teve importantes duelos diplomáticos.

Churkin começou a ascensão na carreira em 1990 quando se tornou porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros da União Soviética.

Depois do colapso da URSS, foi vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros e de seguida embaixador para a Bélgica e para o Canadá, antes de assumir o cargo na ONU.

Churkin morreu um dia antes de completar 65 anos.