Última hora

Em leitura:

Protestos de taxistas italianos degeneram em Roma


Itália

Protestos de taxistas italianos degeneram em Roma

Centenas de taxistas italianos manifestaram-se em Roma para denunciar a falta de regulamentação que dizem favorecer serviços privados de transporte de passageiros, como a Uber.

Foi o sexto dia consecutivo de protestos nas principais cidades do país, depois do executivo ter voltado a adiar a adoção de leis que restringem as licenças atribuídas à concorrência, que os taxistas consideram desleal.

Em cólera, uma manifestante grita que “hoje pode ainda haver o que comer, mas amanhã [os taxistas] vão passar fome”.

Outro afirma que o governo “quer tirar o trabalho feito [pelos taxistas] há 35 anos, para dar às multinacionais”. E acrescenta que paga “contribuições há 33 anos, mas nem sequer lhe querem dar uma pensão”.

Os taxistas afirma que serviços como a Uber usam licenças de outras regiões italianas, muito mais baratas, para trabalhar em Roma e podem praticar tarifas libres, enquantos os taxis tem um tarifário fixo.

Os protestos em frente à sede do Partido Democrático, no poder, degeneraram em confrontos com as forças de segurança, que fizeram pelo menos dois feridos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Roménia

Parlamento romeno rejeita decreto polémico