Última hora

Última hora

Rússia: Supremo Tribunal ordena libertação de Ildar Dadin

O Supremo Tribunal da Rússia ordenou, esta quarta-feira, que o ativista e opositor ao regime, Ildar Dadin, seja libertado de imediato.

Em leitura:

Rússia: Supremo Tribunal ordena libertação de Ildar Dadin

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal da Rússia ordenou, esta quarta-feira, que o ativista e opositor ao regime, Ildar Dadin, seja libertado de imediato.

Crítico do Governo de Vladimir Putin, Dadin tinha sido condenado a dois anos e meio de prisão, em dezembro de 2015, por mais de duas violações consecutivas da lei dos protestos, no prazo de 180 dias, durante comícios e manifestações.

A decisão do Supremo decorre depois de, a 10 de fevereiro, o Tribunal Constitucional ter ordenado uma revisão da condenação de Ildar Dadin, argumentando que uma lei que criminaliza certos tipos de protestos terá de ser aplicada de forma mais proporcional.

Dadin foi a primeira pessoa a ser detida sob uma lei de 2014, adotada após os grandes protestos anti-Kremlin, que criminalizou a violação das regras de protesto mais de duas vezes, no espaço de 180 dias.

Em novembro, o ativista afirmou ter sido torturado na cadeia onde estava detido, no noroeste da Rússia. Os funcionários rejeitaram as acusações e Dadin foi transferido para outra prisão.

Com: Reuters; AFP