Última hora

Em leitura:

Portugal: Bomba de 200 quilos "pescada" na Nazaré foi detonada no mar


Portugal

Portugal: Bomba de 200 quilos "pescada" na Nazaré foi detonada no mar

A bomba recolhida esta segunda-feira de manhã ao largo da Nazaré, com mais de 200 quilos de explosivos no interior, foi detonada às 16:30 no mar e em segurança, prevendo a capitania do porto local que em menos de duas horas esteja reposta a normalidade.

“A bomba foi detonada às 16:30, em segurança, e meia hora depois foram feitos dois mergulhos de verificação, tendo sido confirmada a sua completa destruição”, disse à Lusa o comandante do Porto da Nazaré, Paulo Agostinho.

De acordo com o responsável, às 17:30 já não havia “embarcações nem homens no mar”. Prevê-se que até às 18:00 “esteja recolhido todo o material usado na operação e os mergulhadores possam regressar a Lisboa”.

O engenho, que tinha entre 1,50 e 1,60 metros de comprimento, foi identificado como sendo uma bomba de aeronave do tipo MK82 que teria no seu interior mais de 200 quilos de H6, um tipo de explosivo equivalente a 600 quilos de TNT [trinitrotolueno].


A operação foi preparada em terra, incluiu a delegação local do Instituto de Socorros a Náfragos e contou com a colaboração do arrastão “Mar Salgado”, o responsável pela curiosa “pescaria”. O barco ajudou “com as suas gruas” à colocação da bomba no mar e depois mergulhadores terão colocado as cargas para a detonação controlada e em segurança.

A deslocação do arrastão foi acompanhada por lanchas da Polícia Marítima e da Estação Salva Vidas da Nazaré, sendo que depois de largar o engenho no mar, a cerca de 20 metros de profundidade, a embarcação abandonou o local. Apenas quando se encontrava a uma distância superior a mil metros terá sido feita a detonação.

Em comunicado, a Marinha Portuguesa revelou que, depois do alerta dado às 09:20, a equipa de mergulhadores “analisou, à distância, as imagens recolhidas do engenho, que tem entre 1,50 a 1,60 [metros] de comprimento, e aparentemente será uma bomba de aeronave do tipo MK82 e que poderá ter no seu interior um tipo de explosivo equivalente a 600 kg de TNT [trinitrotolueno]”.

Já na Nazaré, a equipa de mergulhadores “reavaliou a situação e elaborou o plano de ação que passa por sair para fora do porto da Nazaré – para uma área com um perímetro de segurança de mil metros”, garantidos pela Polícia Marítima.

A colocação das cargas terá sido feita por quatro mergulhadores do Destacamento de Mergulhadores Sapadores (DMS) Nº1, que têm entre as suas áreas de atuação reconhecer e inativar engenhos explosivos convencionais ou improvisados, na área de responsabilidade da Marinha e em áreas de conflito.

Texto: Lusa (DYA)
Edição: Francisco Marques