Última hora

Em leitura:

Arábia Saudita visa um barril de petróleo a 60 dólares


economia

Arábia Saudita visa um barril de petróleo a 60 dólares

A Arábia Saudita quer o preço do barril de crude atinja os 60 dólares este ano, segundo fontes da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e da indústria petrolífera.

O principal produtor da OPEP estima que esse valor permite estimular o investimento, sem que isso implique um aumento da produção de petróleo de xisto nos Estados Unidos.

Em novembro, a OPEP, a Rússia e outros produtores acordaram baixar, a partir de janeiro, a produção diária em 1,8 milhões de barris por dia, por forma a impulsionar os preços e reduzir o excesso de oferta. Foi o primeiro corte em oito anos e isso ressentiu-se no mercado.

Desde o acordo, os preços subiram 14% e o barril de crude ronda agora os 56 dólares.

O barril a 60 dólares permitiria aliviar a pressão sobre as contas públicas sauditas e valorizar a petrolífera Aramco, que prepara a venda de parte do capital no próximo ano.

Desde 2014, devido aos preços baixos, terão sido cancelados projetos petrolíferos estimados em mais de 1 bilião de dólares.

A recente subida dos preços permitiu uma retoma da produção do petróleo de xisto nos Estados Unidos, mas fontes da indústria petrolífera estimam que o mercado pode absorver essa produção. Antecipa-se um aumento do consumo nos próximos meses.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

economia

Barcelona: As novidades do Mobile World Congress 2017