Última hora

Em leitura:

Budapeste desiste de forma oficial da candidatura às Olimpíadas de 2024


Desporto

Budapeste desiste de forma oficial da candidatura às Olimpíadas de 2024

Uma semana depois da comissão para a organização das Olimpíadas de 2024 em Budapeste ter anunciado o fim do sonho, a capital da Hungria coloca-se oficialmente fora da corrida à sucessão de Tóquio como anfitriã dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

A Assembleia Municipal de Budapeste desferiu o golpe fatal no projeto ao aprovar, com 22 votos contra seis, a retirada da candidatura olímpica, proposta inicialmente pelo Comité Olímpico da Hungria, cujo filme promocional pode recordar já de seguida.

A autarquia da capital húngara deu assim seguimento ao pedido do Momentum, um movimento que havia reunido mais de 260 mil assinaturas a solicitar um referendo contra a candidatura de Budapeste à organização das olimpíadas.

Os contestatários alegavam que a organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2024 iria implicar um elevado investimento público numa altura em que a Hungria terá outras prioridades, como a educação e a saúde.

A desistência acontece a cerca de seis meses da decisão do Comité Olímpico Internacional sobre o sucessor de Tóquio na organização das olimpíadas de verão e a cerca de um ano das próximas legislativas na Hungria.

A crescente pressão popular e a proximidade das eleições podem ter pesado na decisão da autarquia de Budapeste, liderada pelo Fidesz, o partido conservador de centro-direita liderado pelo atual primeiro-ministro Viktor Orbán.

Depois da desistência de Boston (Estados Unidos), em julho de 2015, de Hamburgo (Alemanha), em novembro do mesmo ano, e de Roma (Itália) no ano passado, agora com a saída de Budapeste, restam Paris (França) e Los Angeles (estados Unidos) na corrida.

A capital francesa já foi preterida na atribuição dos Jogos em 1992 (Barcelona), 2008 (Seul) e 2012 (Londres), mas tem a seu favor o facto simbólico de poder voltar a organizá-los exatamente um século após a última vez.

Los Angeles organizou os jogos em 1932 e 1984 e é apontada como a mais forte candidatura à sucessão de Tóquio2020.

A decisão do Comité Olímpico vai anunciar a decisão a 13 de setembro deste ano.


Vídeos promocionais das candidaturas


  • #Paris2024


  • #LA2024

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Desporto

Volta a França 2018 já mexe e o espetáculo parece garantido