Última hora

Em leitura:

"Eu não sou um elemento de continuidade" com François Hollande, Emmanuel Macron


França

"Eu não sou um elemento de continuidade" com François Hollande, Emmanuel Macron

Emmanuel Macron, o candidato do movimento “En Marche”, afirmou, esta quinta-feira, que não é um “elemento de continuidade” da governação de François Hollande, crítica recorrente dos seus opositores.

O antigo socialista lançou ainda críticas aos programas dos seus principais adversários, François Fillon e Marine Le Pen:

“Estamos num momento importante e sério, porque dois candidatos decidiram propor projetos, ou conservadores ou de regressão, de retrocesso do país. Mas porque decidiram também, deliberadamente, atacar o Estado de Direito e a autoridade da Justiça, em particular.

Conduziremos uma reforma que interditará a contratação de pessoas com relações de proximidade e familiares. Esta reforma faz parte do programa do “En Marche” desde o primeiro dia e faremos tudo para que todos os deputados a respeitem”, afirmou Macron.

As sondagens mais recentes continuam a dar Marine Le Pen à frente, na primeira volta, mas com uma curta margem, 25 contra 23 por cento. Já na segunda volta, e a concretizar-se o que dizem as sondagens Macron pode chegar ao 60 por cento de votos contra 37 de Marine Le Pen.

mundo

Parlamento Europeu vota a favor do levantamento da imunidade de Marine Le Pen