Última hora

Em leitura:

O potencial dos drones e das redes 5G na feira de aparelhos móveis de Barcelona


Sci-tech

O potencial dos drones e das redes 5G na feira de aparelhos móveis de Barcelona

Em parceria com

Além da apresentação dos novos modelos de smartphones, a feira de aparelhos móveis de Barcelona foi uma oportunidade para descobrir o potencial das redes 5G.

“Não se trata apenas de ligar as pessoas umas às outras, mas, de ligar tudo à nossa volta: veículos, drones e sistemas de saúde, graças à rede 5G”, afirmou Matt Branda, diretor de marketing da empresa Qualcomm.

A realidade virtual e a realidade aumentada estão associadas aos jogos de vídeo mas podem ser usadas noutros domínios, como a saúde.

“Integrámos um aparelho que permite usar um acessório durante uma cirurgia realizada à distância. Permite sentir a diferença entre o osso, o músculo, a gordura e os vários tipos de tecidos”, explicou Chris Scattergood, fundador da empresa VR Fundamental.

O robô Pepper é capaz de identificar as emoções humanas. “Os robôs comportam-se como humanos, usam o corpo inteiro para falar, têm um linguagem corporal, o que os ajuda na interações com os humanos. Já fornecemos dez mil robôs a hotéis. Eles recebem os clientes e dão informações sobre produtos e serviços”, contou Nicolas Boudot, diretor de vendas da Softbank Robotics.

A tecnologia dos drones pode ser aplicada a vários domínios, nomeadamente em missões de socorro.

“Se estiver à procura de uma pessoa que se perdeu, pode ser útil recorrer a uma câmara térmica que identifica a temperatura corporal. Graças ao drone é possível passar em revista uma área enorme de forma rápida e ter mais tempo para socorrer a vítima em vez de perder tanto tempo a procurá-la. Além disso, o drone pode ser muito útil para quem faz inspeções de infraestruturas verticais como turbinas eólicas
ou torres de telecomunicações. É útil para arquitetos e para monitorizar a evolução de uma obra na área da construção” explicou Caroline Briggert, da empresa DJI.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

Sci-tech

Smartphones cada vez mais iguais uns aos outros na Feira de Barcelona