Última hora

Holanda: Wilders destronado nas sondagens e sem apoio para formar governo

O primeiro-ministro holandês festejou este sábado o primeiro lugar nas sondagens para as legislativas de 15 de março.

Em leitura:

Holanda: Wilders destronado nas sondagens e sem apoio para formar governo

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro holandês festejou este sábado o primeiro lugar nas sondagens para as legislativas de 15 de março.

Com 16% das intenções de voto, os conservadores de Mark Rutte (VVD) conseguiram destronar os populistas xenófobos de Geert Wilders por uma vantagem de apenas um ponto.

Segundo Rutte, candidato à sua sucessão:

“Somos agora os primeiros nas sondagens, mas ainda temos o Partido da Liberdade (PVV), Geert Wilders, em segundo lugar, e existe ainda um risco que possam regressar ao primeiro lugar, o que seria uma notícia terrível. Vou fazer tudo para que sejamos os primeiros”.

Mas com 15% de votos, Geert Wilders terá dificuldade em conseguir formar uma coligação, quando todos os restantes partidos rejeitam aliar-se ao programa eurocético e xenófobo.

A formação defende não só a saída da UE, como a proibição do Corão e o encerramento de todas as mesquitas do país.

“O senhor Rutte tem razão. Há uma grande possibilidade de que o nosso partido seja a formação com mais apoio no país”.

Face à derrocada dos trabalhistas, com menos de 8% de intenções de voto, dois partidos encontram-se empatados no terceiro lugar, os cristãos democratas (CDA) e os liberais democratas (D66), ambos favoráveis a uma coligação que coloque Wilders fora do próximo governo.