Última hora

Em leitura:

Tensão entre Malásia e Coreia do Norte continua a aumentar


Malásia

Tensão entre Malásia e Coreia do Norte continua a aumentar

Aumenta a tensão entre a Malásia e a Coreia do Norte. No âmbito da querela sobre o homicídio do meio-irmão do líder norte-coreano, Pyongyang proibiu todos os malaios de saírem do país.

Em resposta, a Malásia tomou decisão idêntica. Os norte-coreanos estão impedidos de abandonar território malaio.

Para além disso, a Embaixada norte-coreana na Malásia está cercada pela polícia que acredita que no seu interior há pessoas ligadas à morte de Kim Jong Nam:

“Temos de fazer cumprir a ordem do tribunal por isso vamos aguardar frente à Embaixada, esperaremos mesmo que sejam precisos cinco anos, alguém terá de acabar por sair”, explica o inspetor-geral da polícia malaia, Hhalid Abu Bakar.

Kim Jong Nam morreu a 13 de fevereiro. As autoridades dos dois países não concordam em relação às causas da morte. A Malásia fala em assassinato, por duas mulheres que lançaram veneno VX contra o seu rosto. Um emissário da Coreia do Norte dizia que se tratou de um ataque cardíaco.

Segunda-feira, Pyongyang tinha declarado o embaixador da Malásia no país “persona non grata”, em resposta à expulsão do seu embaixador de território malaio.

Trump frisa compromisso dos EUA com segurança do Japão e da Coreia do Sul

Coreia do Norte

Trump frisa compromisso dos EUA com segurança do Japão e da Coreia do Sul