Última hora

Em leitura:

Ataque a hospital militar de Cabul fez mais de 40 mortos


Afeganistão

Ataque a hospital militar de Cabul fez mais de 40 mortos

O número de mortos, resultante do ataque a um hospital militar de Cabul, quarta-feira, aumentou, segundo a agência Reuters, que cita o diretor dos hospitais de Cabul, para 49. Haverá mais de sete dezenas de feridos.

Foi o horror que regressou ao hospital que, há cinco anos, foi alvo de um ataque Talibã, que fez seis mortos e 23 feridos.

Desta vez, como explica um médico ferido no ataque, a situação foi horrenda:

“Foi um pesadelo, porque eles vestiam uniformes brancos, batas de médico, ninguém pode imaginar um médico, com uma Kalashnikov, que começa a disparar. É muito estranho ver pessoas em batas brancas matarem outras pessoas. Mataram os nossos pacientes que estavam nas suas camas e mataram os nossos médicos”, adianta Mohammad Nabi, um médico que partiu a perna durante o ataque.

O ataque, reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, durou seis horas, de acordo com a agência France Press. Foram mortos e feridos pacientes, visitantes, médicos e enfermeiros. Os atacantes foram abatidos por forças afegãs.

O hospital, a maior unidade hospitalar militar do Afeganistão, fica localizado muito perto da Embaixada dos EUA na capital do país.