Última hora

Em leitura:

Iraque: Resistência do Daesh a enfraquecer em Mossul


Iraque

Iraque: Resistência do Daesh a enfraquecer em Mossul

Hot Topic Saiba mais sobre Mossul

As forças especiais iraquianas avançam sobre Mossul, onde a resistência do grupo Estado Islâmico dá sinais de enfraquecimento.

Há quase cinco meses que as forças iraquianas e curdas iniciaram uma ofensiva terrestre para expulsarem o Daesh do último bastião, no Iraque.

Com a cidade quase, na totalidade, perdida os jihadistas não olham a meios e atacam militares e civis.

“Algumas mulheres estavam a andar na rua quando caiu um morteiro. Corremos para ajudar os feridos e fomos atingidos por um segundo morteiro”, conta um soldado.

As forças paramilitares iraquianas anunciaram a descoberta de uma vala comum na prisão de Badush, perto de Mossul, com cerca de 500 corpos de pessoas executadas pelos Daesh.

Os habitantes da cidade contam como foi viver sob o jugo dos jihadistas desde que foi proclamado o califado, em junho 2014.

“Eles forçaram as mulheres a usar véus e os rapazes a usar calças e deixarem crescer a barba. Feriram-nos muito, humilharam-nos. Proibiram-nos de fumar. Costumávamos comprar cigarros a 5 mil dinares e agora são 30 mil”, narra um habitante de Mossul.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, a ofensiva militar obrigou a que mais de 200 mil pessoas fugissem dos intensos combates.

As forças iraquianas assumiram o controlo da zona leste da cidade, no final de janeiro, desde então, cerca de 50 mil pessoas conseguiram fugir dos bairros ocidentais de Mossul.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Itália

Nápoles "declara guerra" a líder de extrema-direita