Última hora

Última hora

Hungria: János Áder reeleito presidente

O Parlamento da Hungria reelegeu, esta segunda-feira, o presidente János Áder, para um novo mandato de cinco anos.

Em leitura:

Hungria: János Áder reeleito presidente

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento da Hungria reelegeu, esta segunda-feira, o presidente János Áder, para um novo mandato de cinco anos.

Áder, advogado de 57 anos, foi o nome proposto pelo partido de centro-direita Fidesz, do primeiro-ministro Viktor Órban.

131 dos 199 deputados foram favoráveis à recondução do presidente.

O cargo é, essencialmente, cerimonial. A Constituição afirma que o chefe de Estado deve estar acima dos interesses partidários e representar a unidade nacional.

“Gostaria de continuar o meu trabalho de acordo com os valores e princípios em que acreditei, durante os últimos anos. Há cinco anos, aqui no Parlamento, disse que enquanto presidente, tanto dentro como fora do país, eu seria o porta-voz dos interesses e dos valores húngaros”, afirmou o presidente.

János Áder derrotou o candidato da esquerda, Laszlo Majtenyi, que conseguiu apenas 39 votos favoráveis – houve 29 abstenções.

Majtenyi, de 66 anos, é o antigo diretor da autoridade húngara para a proteção de dados e lidera o Instituto Eotvos Karoly, um reconhecido grupo de reflexão liberal.

Majtenyi afirmou que esta “foi uma oportunidade excecional para falar sobre a Hungria livre, sobre o futuro da 4ª república que olha para cada cidadão como pessoas com dignidade igual, onde instituições independentes controlam o Estado e onde essas instituições protegem os direitos e os interesses dos cidadãos. “

Segundo a correspondente da euronews em Budapeste, Andrea Hajagos, “sobre as questões políticas, que têm sido realmente importantes para o Governo húngaro, nos últimos cinco anos, János Áder não tem expressado preocupações sérias. A maioria espera que ocorra o mesmo, no próximo mandato, pelo menos no próximo ano, até às próximas eleições parlamentares “.