Última hora

Em leitura:

Kraft e Shiffrin reis da neve


gravity

Kraft e Shiffrin reis da neve

Começamos com saltos de esqui e mais um episódio do duelo entre Stefan Kraft e Andreas Wellinger. Como nos mundiais em Lahti, o austríaco e o alemão lutaram pelo primeiro lugar na prova disputada em Oslo.

Saltos de esqui: Kraft voa para a vitória

Stefan Kraft e Andreas Wellinger, eternos rivais, tinham já ajudado as duas seleções a conseguir os dois primeiros lugares do pódio na prova por equipas, vencida pela Áustria, com a Alemanha em segundo.

Na prova masculina individual, continuou a luta: Stefan Kraft foi o primeiro, com um total de 267,5 pontos. Na classificação geral da Taça do Mundo, passou para a frente do polaco Kamil Stoch.

Wellinger conseguiu a segunda melhor pontuação, a menos de nove pontos do rival austríaco. O pódio ficou completo com outro alemão, com Markus Eisenblicher a conseguir o terceiro lugar.

Na classificação geral, Wellinger está no quarto lugar, atrás de Kraft, de Stoch e do norueguês Daniel Andre Tande.

Esqui alpino: Dupla prenda de aniversário

Mikaela Shiffrin faz 22 anos esta segunda-feira e o mínimo que podemos dizer é que a esquiadora norte-americana não gosta de dar presentes às adversárias. Provou-o com a dupla vitória em Squaw Valley.

Começou com a vitória no slalom gigante e aproxima-se do título da Taça do Mundo da disciplina, mas a francesa Tessa Worley mantém-se no comando.

Shiffrin liderou a classificação desde a primeira manga e não a largou. A italiana Federica Brignone foi segunda na prova e a líder da classificação Tessa Worley foi terceira.

Um dia depois, garantiu o Globo de Cristal no slalom e voltou a triunfar em casa. Uma vitória conseguida muito graças ao azar das adversárias, Wendy Holdener e Verojnika Velez Zuzulova.

Schiffrin aproxima-se a passos largos da vitória também na classificação geral da Taça do Mundo, onde tem uma vantagem de quase 400 pontos em relação à segunda classificada, Ilka Stuhec, da Eslovénia.

Retro: A lenda dos irmãos Mahre

Quarta-feira começam as últimas provas da temporada em cada uma das disciplinas: Descida,
super-G, slalom gigante, slalom e prova por equipas.

Estas finais vão ter lugar na estância de Aspen, nos Estados Unidos, um local que traz boas recordações a Phil Mahre. Foi o primeiro norte-americano a vencer a classificação geral da Taça do Mundo. Venceu duas vezes o slalom gigante de Aspen – a primeira vez em 1981 e a segunda no dia 7 de março de 1983, com uma vantagem de 34 centésimos à frente do luxemburguês Marc Girardelli.

O irmão gémeo de Steve Mahre, também campeão do mundo de esqui alpino, pôde assim erguer um terceiro globo de cristal consecutivo. No ano seguinte, sagrou-se campeão olímpico de slalom, em Sarajevo.

It’s snowtime!

Para terminar esta edição de Gravity, vamos até Beaufortain, no coração dos Alpes franceses, para a trigésima segunda edição do Pierra Menta. Durante quatro dias, em equipas de dois, os melhores especialistas de esqui-alpinismo treparam 10 mil metros e desceram de esqui.

A vitória foi para o par Matteo Eydallin e Damiano Lenzi, de Itália, e para o duo franco-sueco Laetitia Roux e Emelie Forsberg : It’s snowtime!

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

gravity

Sofia Goggia: "a ninja italiana das neves"