Última hora

Em leitura:

Rússia: libertada comerciante condenada por "sms" acerca de movimentos de tanques


Rússia

Rússia: libertada comerciante condenada por "sms" acerca de movimentos de tanques

Libertada após o perdão de Vladimir Putin, depois de receber uma pena de prisão de quase oito anos por “traição”. Detida em janeiro de 2015, Oxana Sevastidi, uma comerciante de 46 anos, tinha sido condenada pelo envio de uma mensagem de telemóvel acerca dos movimentos de tanques russos, poucos meses antes da curta guerra entre a Rússia e a Geórgia, no Verão de 2008. O Kremlin tinha anunciado o perdão a 7 de março, sublinhando a prova de “humanidade” do presidente russo. A defesa de Sevastidi felicitou a libertação, mas afirmou que continuará a lutar pela anulação da condenação no Supremo Tribunal, que deverá pronunciar-se dentro de poucos dias.