Última hora

Em leitura:

Liga dos Campeões 1/8 final: FC Porto "cai" em Turim, Leicester continua a sonhar


Mundo

Liga dos Campeões 1/8 final: FC Porto "cai" em Turim, Leicester continua a sonhar

O FC Porto e o tricampeão da Liga Europa, o Sevilha, do português Daniel Carriço, estão fora da Liga dos Campeões. Os “dragões” voltaram a perder diante da Juventus, agora em Turim, e os espanhóis permitiram ao Leicester reverter a derrota da primeira mão.

Os portugueses apresentaram-se no Juventus Stadium com uma equipa ofensiva e um bom apoio nas bancadas, mas a “Juve” é experiente e soube adaptar-se ao adversário e explorar os espaços.

Aos 41 minutos, Higuain surgiu em boa posição de marcar e Maxi Pereira “substituiu” Casillas e defendeu o remate com os braços. Vermelho direto para o uruguaio.

Da marca dos nove metros, Paulo Dybala enganou Iker Casillas e abriu o marcador.

O guarda-redes espanhol tornou-se nesta ronda europeia no futebolista com mais partidas da história em provas da UEFA, incluindo a Taça Intercontinental: 175.

O italiano Paolo Maldini reformou-se 174 jogos europeus e o também espanhol Xavi Hernandez, ainda no ativo, mas longe da UEFA, tem 173. Entre os portugueses, Luís Figo (já retirado) e Cristiano Ronaldo têm cada um 142 jogos.

Ao intervalo, Nuno Espírito Santo trocou André Silva pelo defesa Willy Boly — estreia absoluta do francês na Liga dos Campeões. Nos italianos, saiu Cuadrado e entrou Pjaca.

A Juventus surgiu mais tranquila, a circular a bola. O FC Porto fazia o que podia e, aos 49 minutos, Soares até conseguiu isolar-se, mas falhou o alvo.

Otávio e Diogo jota substituem Óliver Torres e Brahimi. O FC Porto refrescou o ataque. Mas não chegou. Nem um golo conseguiu e é a Juventus que segue para o sorteio dos quartos-de-final.

Aos “dragões”, agora, resta o campeonato nacional.

Leicester continua a sonhar

Em Inglaterra, o equilíbrio foi nota dominante até aos 27 minutos, o momento em que o central Wes Morgan correspondeu com eficácia a um livre de Mahrez.

O golo já valia a reviravolta na eliminatória aos ingleses, mas tudo continuava em aberto. Um golo espanhol podia alterar tudo de novo. Só que nem de penálti!

Foi preciso esperar, no entanto, pela segunda parte para haver emoção. Aos 53 minutos, Escudero desferiu um potente remate de longe à barra da baliza de Kasper Schemeichel.

No minuto seguinte, 2-0. De novo Mahrez no cruzamento, Rami corta mal e Marc Albrighton surgiu a finalizar. A vantagem inglesa continuava “venenosa” porque um golo espanhol poderia pelo menos empatar a eliminatória.

O Sevilha pressionava e Shakespeare chamou o ex-sportinguista Islam Slimani ao jogo. Aos 74 minutos, o francês do Sevilha Samir Nasri deixou-se levar por Jamie vardy e viu o segundo amarelo, foi expulso.

Mesmo assim, os andaluzes conseguiram manter-se próximos do golo.

Aos 78 minutos, o árbitro interpretou um choque natural entre Schmeichel e Vitolo como merecedor de penálti contra o Leicester.

Só que o filho do antigo guarda-redes do Sporting — Peter Schemeichel estava na bancada — é eximio nestes lances e com frieza opôs-se com eficácia ao remate de Steven N’Zonzi.

Nos derradeiros minutos, o Leicester desperdiçiou diversas oportunidades e o Sevilha continuou a acreditar.

A fé, desta vez, não fez a diferença e os “blues”, ainda em posição muito delicada na “Premier League”, continuam a fazer sonhar os adeptos com a possibilidade de um novo milagre este ano depois do título inglês da época passada.

Equipas já apuradas para os 1/4 de final


  • Barcelona (Esp);
  • Bayern de Munique (Ale);
  • Borussia de Dortmund;
  • Juventus (Ita);
  • Leicester (Ing);
  • Real Madrid (Esp, detentor do título);

  • O sorteio será realizado ao meio-dia (11:00, em Lisboa) de sexta-feira, 17 de março, em Nyon, na Suíça. Irá decorrer de forma aberta, sem condicionamentos geográficos nem privilégios entre os sorteados.

    Os jogos destes quartos-de-final estão marcados para 11 e 12 de abril, a primeira mão, e 18 e 19 de abril, a segunda. O sorteio das meias finais será a 21 de abril e os jogos a 2 e 3 e a 9 e 10 de maio.

    A final está marcada para o Estádio Nacional do País de Gales, em Cardiff, a 3 de junho.