Última hora

Em leitura:

Polónia confirma identidade de alegado criminoso de guerra norte-americano


Polónia

Polónia confirma identidade de alegado criminoso de guerra norte-americano

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Procuradores polacos confirmaram esta terça-feira a identidade de um indivíduo de 98 anos de idade naturalizado norte-americano e que teria cometido crimes contra a Humanidade durante a Segunda Guerra Mundial.

Michael K, cidadão de origem polaca, teria comandado uma unidade da Legião Ucraniana de Autod efesa, afiliada à SS alemã a qual teria cometido vários crimes de guerra.

As autoridades polacas pretendem agora a extradição de Michael K. dos Estados Unidos para a Polónia.

“A recolha de provas que permitem encontrar os responsáveis por atos de genocídio e crimes contra a Humanidade é sempre um motivo de satisfação. Este caso mostra que existe sempre a possibilidade de trazer os responsáveis à justiça. Penso que não devemos desistir de perseguir os responsáveis enquanto existe a possibilidade de fazer justiça” afirmou o procurador Andrzej Pozorski do Instituto da Memória Nacional.

A decisão das autoridades polacas tem lugar cerca de quatro anos após a agência Associated Press ter publicado uma história na qual afirma que Michael K teria comandado a unidade sob comando das SS a qual teria cometido crimes de guerra.

O filho de Michael rejeita as acusações.

“O facto da Associated Press ter recebido um ficheiro de origem duvidosa relativo a um interrogatório feito pelo KGB em 1968 não é suficiente para servir de prova”, disse Andriy Karkoc.

Michael K teria escapado para os Estados Unidos obtendo a naturalização na década de 50.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Reino Unido

Theresa May no Parlamento depois da aprovação do projeto de lei do Brexit: "Não é o momento ideal para políticas de divisão"