Última hora

Em leitura:

Liga dos Campeões, 1/8 de final: Jardim vence Guardiola e mete As Mónaco nos "quartos"


Desporto

Liga dos Campeões, 1/8 de final: Jardim vence Guardiola e mete As Mónaco nos "quartos"

O AS Mónaco e o Atlético de Madrid completam o lote de oito equipas que vão estar presentes no sorteio de sexta-feira dos quartos-de-final da Liga dos Campeões.

Leonardo Jardim impôs-se a Pep Guardiola, no centésimo jogo do espanhol na “Champions” como treinador, e conseguiu a reviravolta da derrota de 5-3 sofrida em Manchester, vencendo agora o City no Principado, por 3-1.

Pela primeira vez, uma equipa do ex-treinador de Barcelona e Bayern de Munique foi eliminada nos oitavos da final da prova.

A equipa monegasca entrou a todo o gás e aos oito minutos abriu o marcador. Assinatura do jovem prodígio francês, Kylian Mbappé — 11 golos nos 11 últimos jogos efetuados por este jovem de 18 anos. Impressionante!

A atitude do Mónaco não terá surpreendido a equipa de Pep Guardiola. O treinador português, e até Bernardo Silva, avisaram-no no lançamento do jogo. Mas nem isso era preciso.

Não é à toa que o Mónaco é a equipa mais eficaz dos principais campeonatos europeus. Em Manchester, marcaram três. No estádio Louis II chegaram ao 2-0 ainda antes da meia hora. Agora, pelo brasileiro Fabinho.

O City parecia atordoado. Entrou com o apuramento nas mãos, chegou ao intervalo eliminado e sem um só remate à baliza de Danijel Subašić contra seis dos monegascos.

Os ingleses voltaram diferentes do balneário e na segunda parte “pegaram” no jogo. Guardiola mostrava-se, neste período, muito enérgico a “distribuir” instruções à equipa.

O último reduto do Mónaco ficou sob pressão. Um golo do City voltava a mudar tudo na eliminatória. Ficou perto, aos 66 minutos. Isolado, o remate de Aguëro esbarrou numa grande intervenção de Subašić.

Depois foi Sané, também na cara do guarda-redes do Mónaco, a falhar o alvo. O belga viria a concretizar as várias ameaças, aos 70 minutos, na recarga após remate de Raheem Sterling e nova grande defesa do croata.

O City passou de novo para a frente na eliminatória, mas por pouco tempo. Aos 76, na sequência de um livre, Bakayoko recolocou de cabeça o Mónaco a caminho dos “quartos” e invencível há já nove partidas como anfitrião em todas as competições.

Jardim chamou João Moutinho para os derradeiros 10 minutos. Os monegascos reorganizaram-se, taparam melhor os espaços aos ingleses e foram resilientes na defesa da vantagem, garantindo com mérito o apuramento para os quartos-de-final da “Champions.”

O City tornou-se na primeira equipa a ser eliminada na Liga dos Campeões depois de marcar cinco golo na primeira mão. E isto numa eliminatória com 12 golos. É obra!

Atlético de Madrid controla “chave dos quartos”

O Bayer de Leverkusen apresentou-se no Vicente Calderón em desvantagem, mas com a reviravolta no plano de jogo. Em vantagem, o Atlético de Madrid primeiro adaptou-se ao esquema dos alemães e depois passou a gerir o jogo, concedendo a posse de bola ao adversário.

Aproveitando os espaços concedidos pelo Bayer, Koke e Correa estiveram perto do golo, mas esbarraram nas luvas de Bernd Leno.

Esperava-se uma atitude mais aguerrida dos germânicos após o intervalo, mas foram os vice-campeões europeus a voltar a estar mais perto do golo.

O ex-benfiquista Nico Gaitán foi chamado ao jogo e pareceu “acordar” os alemães. No mesmo ataque, o Bayer falhou quatro tentativas de marcar, com Jan Oblak a defender três delas.

O guarda-redes esloveno, outro dos ex-benfiquistas do Atlético, tornou-se aliás na figura do jogo.

A equipa de Diego Simeone, finalista vencida na época passada, volta a apurar-se para os “quartos” e nesta próxima fase já lhe poderá calhar em sorte um dos rivais espanhóis, Real Madrid ou Barcelona.

Equipas já apuradas para os 1/4 de final


  • AS Mónaco (Fra);
  • Atlético de MAdrid (Esp);
  • Barcelona (Esp);
  • Bayern de Munique (Ale);
  • Borussia de Dortmund;
  • Juventus (Ita);
  • Leicester (Ing);
  • Real Madrid (Esp, detentor do título);

  • O sorteio será realizado ao meio-dia (11:00, em Lisboa) de sexta-feira, 17 de março, em Nyon, na Suíça. Irá decorrer de forma aberta, sem condicionamentos geográficos nem privilégios entre os sorteados.

    Os jogos dos quartos-de-final estão marcados para 11 e 12 de abril, a primeira mão, e 18 e 19 de abril, a segunda. O sorteio das meias finais será a 21 de abril e os jogos, por um lugar na final, a 2 e 3 e a 9 e 10 de maio.

    A final está marcada para o Estádio Nacional do País de Gales, em Cardiff, a 3 de junho.