Última hora

Em leitura:

EUA: Juíz do Hawai suspende novo decreto migratório de Trump


EUA

EUA: Juíz do Hawai suspende novo decreto migratório de Trump

Um juíz federal do Hawai suspendeu a segunda versão do decreto anti-imigração de Donald Trump. O bloqueio do texto, que proíbia a entrada nos Estados Unidos de refugiados e de cidadãos de seis países de maioria muçulmana, com efeito para todo o país, foi decidido poucas horas antes da sua entrada em vigor.

O procurador-geral Doug Chin explicou que “a grande razão pela qual o Hawai avançou com este caso é que se trata de uma questão que lhe é particularmente relevante. Se há uma ordem que vai entrar em vigor e que transporta o país para meio século atrás, para uma época em que havia discriminação entre nações de origem ou religião, é algo que precisamos de combater”.

Poucos minutos depois de saber que o seu decreto tinha sido bloqueado, o presidente dos Estados Unidos prometeu combater a decisão, que classificou de um “excesso judicial sem precedentes”.

Trump afirmou que “esta decisão faz com que [os Estados Unidos] pareçam fracos, o que já não são. Basta olhar para as fronteiras”. O presidente prometeu “combater esta decisão terrível e levar o caso até onde for preciso, incluíndo até ao Supremo Tribunal”.

A Casa Branca tinha desistido de levar até à máxima instância o combate pela primeira versão do polémico decreto migratório, suspenso pela Justiça no início de fevereiro.

O novo texto pretendia impedir a entrada de cidadãos do Irão, Somália, Sudão, Síria, Iémen e Líbia.