Última hora

Última hora

Holanda: Rutte vence e afasta "tipo errado de populismo"

O primeiro-ministro liberal Mark Rutte é o grande vencedor das legislativas na Holanda, batendo com uma margem confortável o rival da extrema-direita Geert Wilders, para grande alívio da Europa, que s

Em leitura:

Holanda: Rutte vence e afasta "tipo errado de populismo"

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro liberal Mark Rutte é o grande vencedor das legislativas na Holanda, batendo com uma margem confortável o rival da extrema-direita Geert Wilders, para grande alívio da Europa, que seguia de perto o escrutínio.

Quando estavam apurados 65 por cento dos votos, a formação de Rutte contava com 32 assentos no Parlamento, menos 9 que em 2012. Ainda assim, o primeiro-ministro frisou que “depois do Brexit e das eleições nos Estados Unidos, a Holanda disse ‘não’ ao tipo errado de populismo”.

Creditado há poucos meses com 36 assentos, o Partido da Liberdade de Wilders acabou por eleger apenas 19 deputados, mais quatro do que há quatro anos. A priori excluído das negociações para formar governo, o político xenófobo promete uma “forte oposição”.

Wilders afirmou que “preferia estar nos sapatos [de Rutte] e ser o vencedor das eleições”, acrescentando que o seu partido “continua a bater-se pela segunda posição” e, por isso, “está entre os vencedores do escrutínio”.

Mas os resultados parciais conferiam a segunda posição à formação Apelo Democrata-Cristão, com 20 assentos, e os Democratas 66 seguiam de perto, elegendo 18 deputados.

Quem terá certamente a sua palavra a dizer nas negociações para formar uma coligação, que devem arrancar já hoje, é o líder da Esquerda Verde, Jesse Klaver, que confirma uma ascensão fulgurante, passando de 4 a 14 assentos no Parlamento.