Última hora

Em leitura:

Esqui Alpino: Shiffrin garante Globo de Cristal e Suécia a prova por equipas


Desporto

Esqui Alpino: Shiffrin garante Globo de Cristal e Suécia a prova por equipas

Mikaela Shiffrin já andava há dias a sentir o travo do primeiro título na geral da Taça do Mundo de Esqui Alpino. Com duas etapas por realizar e Ilka Stuhec a 198 pontos de distância, à norte-americana, acabada de celebrar 22 anos, faltavam apenas três pontos para garantir o Globo de Cristal mais desejado.

Esta sexta-feira, a boa nova chegou. A eslovena anunciou a ausência no “slalom” deste sábado, por alegada exaustão, e “entregou” desta forma o título a Shiffrin. A nova menina-prodígio dos Estados Unidos publicou o vídeo de um “playback” musical de Taylor Swift para assinalar o aniversário, a 13 de março, mas agora pode mesmo cantar vitória.

A nova “rainha das neves” prepara-se também para chegar esta época aos quatro Globos no “slalom” gigante, disciplina que encerra a temporada no domingo, nas encostas de Aspen, nos Estados Unidos, e na qual Ilka Stuhec também se irá despedir desta primeira época em que conquistou Globos (combinado e “downhill).

Apesar da alegada exaustão, Stuhec ainda participou esta sexta-feira na já tradicional prova coletiva anual da Taça do Mundo. Foi aliás a única das novas vencedoras de Globos de Cristal a faze-lo.

Esta é uma prova de equipas mistas paralela à competição individual. Realiza-se entre as etapas de velocidade e as técnicas, na última semana da Taça do Mundo. Oito equipas estavam inscritas e a final colocou frente a frente a Suécia e a Alemanha.

Desenrolada em duelos ora de esquiadoras ora de esquiadores, a primeira manga da final foi ganha pela sueca Frida Hansdotter.

Na segunda, os alemães viram Stefan Luitz desistir a meio e deixar Matthias Hargin colocar a Suécia a vencer, por 2-0, com o triunfo ao alcance de Emelie Wikstroem, na terceira manga.

A sueca não deu hipóteses à alemã Marina Waller e a quarta manga já só foi realizada para cumprir a agenda prevista.

Este foi a segunda vitória da Suécia na Taça do Mundo, esta época, depois do triunfo de Frida Hansdotter, a 10 de janeiro, no “slalom” de Flachau, na Áustria.

No duelo pelo terceiro lugar, a França, campeã mundial na prova por equipas nos Mundiais de St. Moritz, impôs-se à Itália, que contou, por exemplo, com Dominik Paris.

Na próxima edição dos Jogos Olímpicos de inverno, marcados para o próximo ano em Pyongchang, na Coreia do Sul, este formato de competição por equipas vai surgir também no quadro olímpico.

Desporto

Liga dos Campeões, 1/4 de final: Choques de titãs com Real Madrid -- Bayern de Munique em destaque