Última hora

Em leitura:

Esqui: Tessa Worley e Andre Myhrer são os vencedores de Aspen


gravity

Esqui: Tessa Worley e Andre Myhrer são os vencedores de Aspen

A Taça do Mundo de Esqui Alpino ficou concluída, domingo, em Aspen, no Colorado. Já sabíamos a quem seriam atribuídos os Globos de Cristal, excepto o de gigante na competição feminina. Tessa Worley, que era a melhor posicionada para o conquistar, não defraudou.

A francesa Tessa Worley foi quinta classificada em Aspen e conseguiu, aos 27 anos, conquistar o seu primeiro Globo de Cristal em gigante. Em Aspen, Worley conseguiu o sexto tempo na primeira manga e o quarto na segunda manga. O troféu é a recompensa de quem teve uma temporada muito regular: 3 vitórias, 7 pódios consecutivos, e o segundo título de campeã do mundo. A norte-americana Mikaela Shiffrin era a principal concorrente de Worley à conquista deste Globo e, matematicamente, poderia conquistar o troféu, desde que a francesa não conseguisse melhor que décima segunda posição.

Shiffrin, que já tinha ganho o Grande Globo e o Globo de slalom, acabou na sexta posição.

Frederica Brignone, autora dos melhores tempos nas duas mangas, este domingo foi intocável. A italiana de 26 anos somou o quinto sucesso ao seu palmarés.

Nos Estados Unidos, o pódio foi dominado pelas esquiadoras italianas. Frederica Brignone foi primeira, Sofia Goggia ficou na segunda posição e Marta Bassino ocupou o terceiro lugar.

Andre Myhrer surpreende em Aspen

Há muito tempo que já não existia suspense entre os homens, quer para a classificação geral, quer para o slalom. Marcel Hirscher já tinha garantido que ia ser vencedor nas duas frentes antes de descer as encostas de Aspen.

Vencedor na primeira manga, o austríaco Marcel Hirscher não conseguiu completar a sua obra-prima de inverno. A última prova da temporada foi ganha pelo sueco Andre Myhrer.

Myhrer conseguiu assim o seu sétimo sucesso na carreira. O sueco afirma-se, cada vez mais, como como um homem de finais. No ano passado, ele ganhou o slalom final da temporada em St-Moritz, assim como em Schladming, em 2012.

Myhrer ocupou o ponto mais alto do pódio, à frente do alemão Felix Neureuther, segundo classificado (a 0“14), e do austríaco Michael Matt, terceiro (a 0“15).

Marcel Hirscher teve de se contentar com o 4º lugar no slalom de Aspen. No entanto, nada parecia opor-se a uma nova vitória do grande dominador do circuito. Vencedor ontem em gigante, e na frente desde a primeira manga, o esquiador de Salzburgo teve de se debater com as portas finais. Na linha de meta faltaram-lhe 32 centesimos de segundo para ganhar.

Kamil Stock ganha nos saltos de Vikersund

Agora viajamos ate à Noruega, para falar sobre saltos de esqui, ou melhor esqui a voar, com o duelo entre Kamil Stoch e Stefan Kraft, em Vikersund.

O polaco Kamil Stoch foi o vencedor da competição deste domingo, mas continua em segundo da classificação geral. Em Vikersund, Stoch ganhou com um resultado de 466,6 pontos, sendo seguido pelo japonês Noriaki Kasai, com 448 pontos, e pelo austríaco Michael Hayboeck, com 430,4 pontos.

Stefan Kraft, que no dia anterior tinha estabelecido o novo recorde do mundo de salto com esqui em 253,5 metros, ficou-se pelo quinto lugar. O melhor salto de Kraft foi de 237,5 metros e somou 424,8 pontos.

Na classificação geral Kraft tem apenas 31 pontos de avanço sobre o seu delfim, Kamil Stoch

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

gravity

Kraft e Shiffrin reis da neve