Última hora

Em leitura:

"RussiaGate": Apoiantes de Trump desafiam diretor do FBI


EUA

"RussiaGate": Apoiantes de Trump desafiam diretor do FBI

Os eleitores de Donald Trump apoiam o novo presidente norte-americano no braço de ferro inédito entre a Casa Branca e os serviços secretos do país.

À margem da deslocação presidencial ao Kentucky, vários seguidores do milionário não pouparam críticas a James Comey, depois do diretor do FBI ter confirmado, ontem, a abertura de uma investigação a eventuais ligações entre a Rússia e a campanha republicana para as eleições.

Um apoiante de Trump afirma:

“Penso que Comey não é digno de confiança. É preciso que algum subordinado testemunhe também, pois ele não tem credibilidade. É um membro do FBI daqueles que apoiam os Democratas”.

Outro apoiante do presidente declara:

“É exatamente como os Democratas e os media. Quando as coisas vão de feição para eles, eles sabem olhar para o outro lado. Mas agora que estão fora do poder eles preferem entrar num jogo diferente”.

Durante uma audição frente a um comité do Congresso, o diretor do FBI tinha igualmente desmentido as acusações de Trump relativas às escutas ordenadas por Obama à campanha republicana.

Uma informação desmentida igualmente pelo diretor da Agência Nacional de Segurança e pelos líderes das duas câmaras do Congresso.

O presidente tinha voltado ontem a classificar o chamado caso “RussiaGate” como uma “notícia falsa”, segundo ele, “inventada e impulsionada” pelos democratas durante a campanha.