Última hora

Em leitura:

Unidade francesa de Combate à Corrupção investiga o ministro do interior Bruno Le Roux


França

Unidade francesa de Combate à Corrupção investiga o ministro do interior Bruno Le Roux

A Procuradoria financeira francesa anunciou, esta terça-feira, a abertura de um inquérito judicial preliminar sobre a suspeita de criação de empregos fictícios para as filhas, pelo ministro francês do Interior, Bruno Le Roux.

Le Roux empregou as filhas como suas colaboradoras quando era deputado.

A investigação foi confiada à Direção Central para o Combate à Corrupção e Infrações Financeiras e Fiscais (Oclciff), segundo um comunicado da Procuradoria financeira.

De acordo com um programa emitido pela cadeia televisiva TMC, Bruno Le Roux empregou as filhas com contratos a termo certo quando estas eram estudantes de liceu e universitárias, entre 2009 e 2016, por um montante total de cerca de 55 mil euros. As filhas tinham 15 e 16 anos à data dos primeiros contratos.

No partido socialista francês, as reações são contidas. Em declarações à emissora RTL, o secretário-geral dos socialistas, Jean-Christophe Cambadélis, fez questão de frisar que “neste momento nada permite afirmar que se tratou de emprego fictício”.

“A questão não é se ele contratou membros da família, mas sim se o trabalho foi feito ou não. Se o trabalho não foi concluído, então sim, trata-se de um pagamento adicional que constitui um verdadeiro problema moral, político e ético”, disse Cambadélis.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Reino Unido

Irlanda do Norte: A herança pacífica do "comandante" McGuinness