Última hora

Em leitura:

CeBIT: Quando o virtual se torna realidade


Sci-tech

CeBIT: Quando o virtual se torna realidade

A realidade virtual é uma das grandes tendências do momento. Tanto que a euronews foi até ao stand do grupo japonês NTT, na CeBIT, jogar futebol…

“O utilizador vai recebendo impulsos na mão e no estômago. É o sistema de realidade virtual mais avançado do mundo”, explica-nos o vice-presidente do grupo, Kazunari Moriuchi.

A gigante NTT, a antiga operadora nacional de telecomunicações nipónica, não está apenas a apostar na realidade virtual. Há vários caminhos tecnológicos a percorrer, como salienta o presidente e diretor-executivo, Hiroo Unoura: “O importante é que cada empresa do nosso grupo possa ajudar os clientes e os utilizadores a criarem novos modelos de negócio ou novos sistemas, em setores diversificados”.

A Dimension Data, que faz parte da NTT, criou uma aplicação destinada aos ciclistas que participam na Volta à França, equipando as bicicletas com um sensor GPS que transmite dados sobre a localização precisa e as velocidades atingidas.

“Os sensores GPS captam várias informações, como a posição exata dos ciclistas. Os dados são transmitidos às televisões, para que os espetadores acompanhem os últimos desenvolvimentos. Os mesmos dados são enviados aos responsáveis das equipas, para que possam melhorar as estratégias nas provas”, afirma Hiroo Unoura.

Os dados recolhidos alimentam também sistemas de realidade aumentada, que nos vai dando informações sobre as provas que estamos a ver.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
As soluções da CeBIT para conetar tudo à nossa volta

Sci-tech

As soluções da CeBIT para conetar tudo à nossa volta