Última hora

Em leitura:

A CeBIT que aposta nas PME


Sci-tech

A CeBIT que aposta nas PME

Muitas das empresas presentes na CeBIT 2017 têm como alvo um setor crucial para o crescimento: as PME. A japonesa Konica Minolta não é exceção.

E tal como várias das suas congéneres, esta empresa aposta nos dispositivos polivalentes. Tomemos o exemplo de uma impressora que faz quase o trabalho todo. “Integra todas as funções de impressão e de scanerização, mas acrescentámos um servidor. Ou seja, inclui todas as tarefas básicas, tudo o que uma empresa necessita em termos de tecnologias de informação e comunicação. O servidor está ligado à nuvem e há um acesso wi-fi. Tem tudo o que é fundamental para uma pequena e média empresa”, explica-nos Arne Randt, consultor desta tecnológica.

A disseminação da “internet das coisas” – a ligação generalizada de todos os dispositivos à internet – levanta muitas questões de segurança, sobretudo quando estão em causa atividades que lidam com informações confidenciais.

“O nosso conceito no desenvolvimento de novos serviços assenta sempre na segurança, desde a fase de planificação, passando pelo desenvolvimento em si, até ao mercado. A segurança é sempre central”, salienta Shoei Yamana, presidente e diretor-executivo da Konica Minolta.

Segundo Yamana, os benefícios que a internet das coisas nos traz compensam os riscos de segurança, acrescentando que “todos nós temos de ser mais criativos para nos tornarmos mais eficazes. A criatividade é essencial para fazer avançar a sociedade. Por isso é que temos de conseguir ultrapassar essas questões de segurança”.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

Sci-tech

Drones, robôs e casas assombradas