Última hora

Em leitura:

Parlamento português aprova inclusão de Almaraz na cimeira luso-espanhola


mundo

Parlamento português aprova inclusão de Almaraz na cimeira luso-espanhola

O parlamento potuguês aprovou esta sexta-feira, sem votos contra, apenas com a abstenção do PS, uma resolução do PSD a requerer a inclusão do encerramento da central nuclear de Almaraz na agenda da próxima cimeira luso-espanhola.

Além dos votos favoráveis do PSD, CDS-PP, Bloco de Esquerda, PCP, PEV e PAN, a iniciativa legislativa teve ainda o apoio da deputada independente socialista Helena Roseta.

Na sua iniciativa, os sociais-democratas sustentam que a central nuclear de Almaraz não diz apenas respeito a Espanha.

“Pela proximidade e pela partilha das águas do rio Tejo respeita também a Portugal. O potencial risco para as populações e para as áreas protegidas abarca os dois lados da fronteira. A manutenção da central nuclear de Almaraz, que se contesta, comporta inequivocamente riscos transfronteiriços”, adverte-se na resolução apresentada pelo PSD.


Perante estas circunstâncias, o PSD entende que se trata de uma matéria que “deve ser objeto de especial atenção no relacionamento entre Portugal e Espanha e credora de uma análise empenhada e aprofundada nas relações bilaterais dos dois países, podendo inclusive contribuir para o reforço da solidez deste mesmo relacionamento institucional”.

“Pelo exposto, a Assembleia da República (…) recomenda ao Governo que inclua um ponto específico na agenda da próxima Cimeira Luso-Espanhola sobre a central nuclear de Almaraz, bem como da necessidade de proceder ao seu encerramento”, acrescenta-se mesmo documento.

Ainda nos domínios do ambiente e do urbanismo, na série de votações desta sessão parlamentar, foi aprovada por unanimidade uma resolução do Bloco de Esquerda para a aquisição de viaturas que possibilitem a prestação de cuidados ao domicílio.

Com a abstenção e votos contra do PS, mas com o apoio de todas as restantes bancadas, foram aprovadas resoluções do PCP sobre compromissos de calendarização a assumir pelo Governo no que respeita a rede viária e ferroviária do distrito de Beja.

Já o PSD, PS e CDS-PP juntaram-se para chumbar iniciativas do Bloco de Esquerda e do PCP para “defesa e valorização” da Estação de São Bento no Porto.

Texto: Lusa (PMF)
Edição: Francisco Marques

mundo

QUEM É O ATACANTE DE LONDRES, KHALID MASOOD