Última hora

Banco de Inglaterra endurece testes de resistência a sete bancos britânicos

A dois dias do Reino Unido acionar o processo de saída da União Europeia, o Banco de Inglaterra endurece os testes de resistência a sete bancos britânicos.

Em leitura:

Banco de Inglaterra endurece testes de resistência a sete bancos britânicos

Tamanho do texto Aa Aa

A dois dias do Reino Unido acionar o processo de saída da União Europeia, o Banco de Inglaterra endurece os testes de resistência a sete bancos britânicos. Trata-se do Lloyds, do Barclays, do Nationwide, do Royal Bank of Scotland, do Standard Chartered e da filial britânica do Santander.

Para lá do teste anual, os sete bancos terão de passar um teste adicional, baseado num cenário de profunda crise da economia britânica e mundial.

Além disso, o banco central exige, às instituições financeiras britânicas, planos de contingência. Quer saber se os bancos estão prontos a evitar o fim abrupto do serviço aos clientes do Continente europeu, após o Brexit. Isto porque, a saída do Reino Unido da UE poderá implicar a perda da autorização para operar mercado único.

No entanto, esta segunda-feira, o Banco Central Europeu revelou, que num tal cenário, vai conceder períodos de transição a cada entidade, tendo em conta a atividade e o perfil de risco. A vice-presidente do Conselho de Supervisão do BCE, Sabine Lautenschläger, disse que “o interesse em ter um setor bancário estável dos dois lados do canal” é partilhado por todos.

Os resultados dos testes de resistência do Banco de Inglaterra serão conhecidos em novembro.