Última hora

Em leitura:

Roménia: Antigo comandante de campo de detenção condenado


Roménia

Roménia: Antigo comandante de campo de detenção condenado

Um tribunal da Roménia confirmou a sentença de 20 anos de prisão para o antigo comandante de um campo de detenção do regime comunista, considerado culpado pela morte de 103 presos políticos.

Ion Ficior, de 88 anos, é acusado de crimes contra a humanidade. Dirigiu o campo de trabalhos forçados de Periprava entre 1958 e 1963.

Durante o julgamento, vários antigos reclusos acusam Ficior de violência física, de os privar de comida e medicamentos e os obrigar a dormir em celas sem aquecimento.

Segundo a família, Ficior sofre da doença de Alzheimer e não compreende o que está a acontecer, nem por que razão está preso. Diz que os factos remontam a dezenas de anos e nem sabe do que é acusado.