Última hora

Em leitura:

Oposição venezuelana denuncia "golpe de Estado"


Venezuela

Oposição venezuelana denuncia "golpe de Estado"

Um golpe de Estado: É assim que o presidente do parlamento venezuelano, Julio Borges, qualifica a ação do Supremo Tribunal, que decidiu assumir as funções da assembleia, dominada pela oposição ao presidente Nicolás Maduro.

Para os opositores, trata-se de uma tentativa de Maduro de instaurar uma ditadura: “São decisões contra o povo que votou pela mudança no país. O supremo tribunal acredita que pode pisar em cima do povo venezuelano. Em nome do povo deste país, quero mostrar o que é que esta decisão significa para nós (rasga os papéis) – Lixo, apenas isso”, disse Borges, num discurso.

O presidente Maduro, herdeiro do regime de Hugo Chávez, tem mantido um braço-de-ferro permantente com o parlamento desde as legislativas de há dois anos, que deram a maioria à coligação oposicionista, Mesa de Unidade Democrática. O Supremo Tribunal, pró-Maduro, tem anulado quase todas as decisões do parlamento e agora decidiu assumir o poder legislativo.

A medida foi condenada dentro e fora do país. O antigo presidente chileno Sebastián Piñera ou os governos do Brasil e da Colômbia mostraram-se contra o que dizem ser um passo perigoso em direção à ditadura.