Última hora

Em leitura:

Ministra francesa pede desculpas aos guianeses


França

Ministra francesa pede desculpas aos guianeses

Dez dias de protestos nas ruas de Caiena, na Guiana francesa, levaram a ministra responsável pelos territórios ultramarinos a pedir desculpas. A responsável por esta pasta deslocou-se à cidade, localizada na América do Sul, acompanhada pelo ministro da Administração Interna:

“Cabe-me a mim pedir desculpas ao povo da Guiana”, disse a ministra francesa.

Para reivindicar mudanças – melhores condições de vida, políticas contra a criminalidade e o desemprego – a União dos Sindicatos da Guiana Francesa partiu para a greve geral.

Os guianeses queixam-se da forma como são tratados pela administração central francesa, dizendo que se sentem como se fossem uma colónia e não parte do território francês:

“Sentimo-nos como se fossemos uma colónia. Não podemos falar, nem manifestar-nos. Todo o dinheiro que eles gastam, precisamos dele para as nossas estradas, para a saúde, é disso que precisamos”, explica um dos manifestantes.

Os protestos e a greve atrasaram o lançamento do primeiro satélite geoestacionário brasileiro. O lançador europeu Ariane 5 deveria ter partido para o espaço, com este e outros satélites a bordo, há uma semana, a partir da Guiana francesa, mas só deverá ser lançado em abril.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Israel

Palestina e ONU condenam novo colonato anunciado por Netanyahu