This content is not available in your region

Bielorrússia: Rusga policial na sede do canal televisivo Belsat

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Bielorrússia: Rusga policial na sede do canal televisivo Belsat

<p>A polícia bielorrussa realizou esta sexta-feira uma busca nos escritórios do canal televisivo independente Belsat, em Minsk, alguns dias depois da detenção de uma centena de pessoas durante os protestos contra o presidente Alexander Lukachenko.</p> <p>Os agentes confiscaram nove computadores e prenderam o operador de câmara, Alaksandr Lubianczuk. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="en" dir="ltr">Covering protests unwelcome: <a href="https://twitter.com/hashtag/Belarus?src=hash">#Belarus</a> police raid <a href="https://twitter.com/Belsat_TV"><code>Belsat_TV</a> offices in <a href="https://twitter.com/hashtag/Minsk?src=hash">#Minsk</a>, seize computers (ENG video) <a href="https://twitter.com/hashtag/Lukashenka?src=hash">#Lukashenka</a> <a href="https://twitter.com/OSCE_RFoM"></code>OSCE_RFoM</a> <a href="https://twitter.com/RSF_EECA"><code>RSF_EECA</a> <a href="https://t.co/NMfaBjFLG7">pic.twitter.com/NMfaBjFLG7</a></p>— Belsat in English (</code>Belsat_Eng) <a href="https://twitter.com/Belsat_Eng/status/847812978430935040">31 mars 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Para Boris Goretskii, da associação dos jornalistas bielorrussos, trata-se de mais uma tentativa de intimidação dos jornalistas:</p> <p>“Vemos que o ataque contra a imprensa continua. Julgámos que a repressão dos jornalistas tinha terminado no dia 25 de março, mas afinal parece que as autoridades prosseguem com a perseguição aos jornalistas. Nem todos os jornalistas que foram presos nos dias 25 e 26 de março foram libertados”, disse Goretskii.</p> <p>Nas últimas semanas, protestos em várias cidades da Bielorrússia reuniram milhares de pessoas que exigiram a demissão do presidente Lukachenko, que governa o país desde 1994.</p> <p>Durante os protestos a equipa do Belsat tinha a possibilidade de divulgar as imagens via satélite. Segundo o director de informação do canal, Alaksiej Dzikawicki, foi este o verdadeiro motivo da ação policial desta sexta-feira.</p>