Última hora

Em leitura:

Paraguai: Ministro demitido após morte de jovem ativista


Paraguai

Paraguai: Ministro demitido após morte de jovem ativista

ALL VIEWS

Clique para descobrir

O Presidente do Paraguai, Horacio Cartes, demitiu o ministro do Interior e o chefe da polícia nacional, após a morte de Rodrigo Quintana, um ativista de 25 anos, na sequência de confrontos entre manifestantes e a polícia.

De acordo com um porta-voz do Governo, quatro polícias foram detidos por suspeita de terem entrado na sede do Partido Liberal Radical Autêntico, de Quintana, e terem disparado balas reais e não de borracha.

A investigação vai incidir sobre a razão de terem usado balas reais e não de borracha.

Para o presidente paraguaio, “qualquer ato que leve à morte de um jovem é injustificável e uma calamidade.”

Cartes apresentou as condolências à família de Rodrigo Quintana e assegurou que “estes atos serão punidos” e que “todos os responsáveis por este episódio horrível vão enfrentar a justiça e pagarão pelas suas ações.”

Os protestos e os confrontos começaram na tarde de sexta-feira, em Assunção, a capital do Paraguai.

A oposição está contra à alteração da Constituição do país que visa permitir a reeleição de Horacio Cartes.

Os distúrbios foram desencadeados depois de 25 senadores, de um total de 45, terem aprovado uma revisão constitucional que permite a reeleição presidencial.

A votação ocorreu fora do plenário, nos gabinetes da Frente Guasú, do ex-chefe de Estado Fernando Lugo, e sem a presença dos restantes parlamentares, nem do presidente do Senado.

Com: EFE

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Sérvia

Sérvia: Primeiro-ministro prestes a tornar-se presidente