Última hora

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": o futuro da Síria e de Gibraltar


A redação de Bruxelas

"Breves de Bruxelas": o futuro da Síria e de Gibraltar

A União Europeia (UE) e a restante comunidade internacional ainda não conseguiram resolver o conflito sírio, que começou em 2011. O futuro do Presidente Bashar Al-Assad é uma questão-chave: a Rússia continua a apoiá-lo e os EUA recentemente suavizaram a sua posição, dizendo que sua saída do poder já não é uma prioridade.

A União Europeia defende a saída de Assad e vai organizar uma conferência internacional sobre a Síria, em Bruxelas, a 4 e 5 de abril, da qual a Turquia não participará, apesar de acolher cerca de três milhões de refugiados. A ausência deste país foi relativizada pela Alta Representante da UE para a Política Externa e Segurança.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária destacamos, ainda, mais uma polémica com o Brexit. Após as declarações sobre a delicadeza da situação na Escócia e na Irlanda do Norte, foi a vez de Gibraltar fazer as manchetes.

É um território britânico, mas está situado na Europa continental, fazendo fronteira com a Espanha e tem sido alvo de polémicas no passado.

O projeto de diretrizes do Conselho Europeu sobre o Brexit sugere que Espanha e Reino Unido façam um acordo específico sobre o estatuto de Gibraltar. Os ministros dos Negócios Estrangeiros de ambas as partes deixaram claro que nada mudará substancialmente.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

A redação de Bruxelas

NATO: Tillerson pediu planos para aumento do investimento