Última hora

Em leitura:

Forças Armadas da Colômbia matam membros do Exército de Libertação Nacional


Colômbia

Forças Armadas da Colômbia matam membros do Exército de Libertação Nacional

Dez membros do Exército de Libertação Nacional, homens e mulheres, foram mortos num bombardeamento aéreo conduzido pelas forças armadas da Colômbia. Uma informação avançada pelo ministro da Defesa colombiano.

Luis Carlos Villegas afirmou que os membros do segundo maior grupo rebelde do país foram mortos na cidade de Potrero Grande, no domingo à noite, e que os militares confiscaram diversos materiais de guerra, incluindo armas e munições:

“Este resultado, como disse o ministro, permite neutralizar a capacidade criminosa desta companhia mista, um grupo especial formado pelo ELN e que se dedicava, nesta região, não só a atacar a população civil da região, como as infraestruturas de energia, como o oleoduto Cano Limon Coveñas”, explicou, aos jornalistas Juan Pablo Rodriguez, Comandante das Forças Armadas da Colômbia.

O governo colombiano está envolvido em negociações de paz com este grupo armado mas que têm sido, consecutivamente, adiadas enquanto o grupo rebelde libertava prisioneiros, um requisito para as conversações.

O Exército de Libertação Nacional, considerado um grupo terrorista pelos Estados Unidos e União Europeia, sequestrou centenas de pessoas ao longo de 52 anos para arrecadar fundos para a guerra e para pressionar o governo.