Última hora

Em leitura:

Putin: "Vamos fazer o possível para determinar o que aconteceu"


Rússia

Putin: "Vamos fazer o possível para determinar o que aconteceu"

O presidente russo, Vladimir Putin, encontrava-se em São Petersburgo no momento em que ocorreram as explosões no metro. Na altura, estava reunido com o homólogo bielorrusso, Alexander Lukashenko.

A partir da segunda cidade russa, Vladimir Putin enviou as condolências às famílias das vítimas e desejos de recuperação rápida aos feridos.

O chefe de Estado russo adiantou: “Já falei com os chefes dos serviços especiais, com o diretor do serviço de segurança interna e com as autoridades judiciais. Os serviços especiais estão a trabalhar. Vamos fazer todo o possível para determinar o que aconteceu”.

As autoridades não descartam nenhuma pista, incluindo a do terrorismo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

mundo

Ex-líder dos "tories" compara Gibraltar com Malvinas