Última hora

Em leitura:

Tragédia na Rússia faz reagir líderes mundiais


Rússia

Tragédia na Rússia faz reagir líderes mundiais

Ainda sem se saber quem está por detrás da explosão no metro de São Petersburgo, muito provavelmente um atentado terrorista, a notícia está já a causar reações um pouco por todo o mundo. A alta representante da União Europeia para a política externa, Federica Mogherini, mostrou-se preocupada: “Mandamos, obviamente, as nossas condolências ao povo russo e, em particular, àqueles que perderam entes queridos. É com muita apreensão que vamos continuar a seguir as notícias que nos chegam de São Petersburgo”.

De Londres e de Paris vêm também reações dos chefes da diplomacia britânica e francesa, Boris Johnson e Jean-Marc Ayrault: “Ainda não sabemos quem está por detrás ou quem é responsável por este ato terrível, mas o nosso pensamento está com as famílias das vítimas e com o povo de São Petersburgo, tal como há poucos dias estava com a população de Londres”, disse Johnson.

Jean-Marc Ayrault acrescentou: “Em primeiro lugar, quero expressar a minha solidariedade para com as vítimas e as minhas condolências para com o povo russo. Não conhecemos as causas, mas estamos com aqueles que sofrem. Por isso quero mostrar a minha solidariedade, em nome da França”.