Última hora

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": o horror sem fim na Síria


A redação de Bruxelas

"Breves de Bruxelas": o horror sem fim na Síria

No dia em que vários membros da comunidade internacional se reuniam, em Bruxelas, para discutir o pós-conflito na Síria, foi revelado mais um alegado crime de guerra, na forma de ataque com armas químicas, em Idlib.

O enviado das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, disse que se tratou de um ataque aéreo, acrescentando que o Conselho de Segurança da ONU se reunirá para apurar responsabilidades.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária destacamos, ainda, o lento progresso no programa de recolocação de refugiados da União Europeia, que apenas abrangeu 10% das 160 mil pessoas previstas.

É o caso de uma família de Daara, que agora está no Luxemburgo, e que foi entrevistada pelo correspondente da euronews, Sandor Sziros.

Para terminar, recordamos que o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, estará na Grécia, quarta-feira, para discutir a migração, a cooperação com a Turquia e a economia com os chefes de Estado e de governo gregos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

A redação de Bruxelas

Refugiados continuam a ser recolocados a conta-gotas