Última hora

Em leitura:

Colômbia prossegue buscas por mais de 200 desaparecidos em Mocoa


Colômbia

Colômbia prossegue buscas por mais de 200 desaparecidos em Mocoa

O número de vítimas do deslizamento de terras no sul da Colômbia continua a aumentar à medida que as equipas de socorristas prosseguem as buscas na cidade de Mocoa.

O último balanço aponta para pelo menos 273 mortos e mais de 200 feridos, dezenas dos quais hospitalizados em estado grave.

Segundo a Cruz Vermelha, o número de desaparecidos ascende a 220 pessoas.

As autoridades locais afirmam ter entregue já uma centena de corpos aos familiares para procederem aos funerais.

A enxurrada de lama e pedras tinha devastado mais de uma dezena de bairros da cidade na madrugada de sábado, depois das chuvas torrenciais terem feito transbordar o rio Mocoa.

Pelo menos 500 habitantes foram já realojados em tendas, quando prossegue a ponte aérea para distribuir mantimentos e água potável aos milhares de afetados.

Durante a sua terceira visita ao local, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos atribuiu ontem a responsabilidade do incidente ao aquecimento global.

A imprensa local refere, no entanto, que as autoridades teriam ignorado durante décadas os alertas dos serviços meteorológicos para o risco de uma enxurrada mortífera na cidade onde convergem três rios.